VILA DE REI: Há 13 anos “Mais Familiarmente Responsável”

Município voltou a ser distinguido.

VILA DE REI: Há 13 anos “Mais Familiarmente Responsável”

A autarquia de Vila de Rei foi distinguida, pelo 13º ano consecutivo, como “Mais Familiarmente Responsável”, sendo apenas uma das seis, a nível nacional que recebem esta distinção desde a sua primeira edição. Trata-se de uma atribuição do Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis e, em 2021, distinguiu 84 Municípios que desenvolveram eficazes políticas de apoio e ajuda às famílias mais numerosas.
Como recorda a autarquia em nota enviada à comunicação social, “Vila de Rei foi um Município pioneiro em muitas medidas de apoio social às famílias e manteve estas políticas como prioritárias ao longo do tempo, com destaque, por exemplo, para medidas como os Apoios à Fixação da População (nascimento, casamento, união de facto, fixação, fertilização in-vitro e aquisição de produtos de puericultura); Cartões Etários com descontos em diversos serviços; lotes, apartamentos e arrendamentos a custos controlados; Creche e Jardim-de-Infância gratuitos (incluindo refeições); Manuais Escolares e Cadernos de Atividades gratuitos para todos os alunos dos Estabelecimentos de Ensino de Vila de Rei; Bolsas de Estudo, de Mérito, de Mérito do Percurso Escolar e Bolsa de Permanência ‘Vila de Rei +’; comparticipação nos custos de deslocação em táxi para os hospitais do Centro Hospitalar do Médio Tejo; entre muitos outros apoios”.
A seleção dos Municípios é feita com base em diversos critérios, entre os quais o apoio à maternidade e paternidade, apoio às famílias com necessidades especiais, serviços básicos, educação e formação, habitação e urbanismo, transportes, cultura, desporto, lazer e tempo livre, cooperação, relações institucionais e participação social.
O presidente da câmara, Ricardo Aires, destaca que “esta importante distinção, que recebemos pelo 13º ano consecutivo, é, para nós, um motivo de enorme orgulho. Continuamos assim a ver reconhecido o trabalho em prol das famílias e as medidas de apoio social que, ano após ano, temos vindo a implementar.
Estas medidas, que são um importante auxílio a nível financeiro para as famílias do nosso concelho, são, simultaneamente, essenciais na luta que enfrentamos contra a desertificação do interior do país.”

Partilhar: