VILA DE REI: Município foi distinguido com Bandeira Verde ECOXXI

Está entre os municípios com melhores índices de sustentabilidade.

VILA DE REI: Município foi distinguido com Bandeira Verde ECOXXI

O Município de Vila de Rei foi, pela primeira vez, distinguido com o galardão Bandeira Verde ECOXXI, figurando assim entre os municípios portugueses com melhores índices de sustentabilidade.
Como refere a câmara em nota enviada à comunicação social, a política de desenvolvimento sustentável, que tem vindo a ser desenvolvida pelo município vilarregense, conduziu ao seu reconhecimento e distinção com este galardão. A cerimónia de entrega decorreu no passado dia 22 de setembro, na Fábrica de Santo Thyrso.
Ricardo Aires, presidente da câmara, diz que “é um orgulho hastear este galardão que reafirma o compromisso do município para com a sustentabilidade, um elemento-chave para garantir a qualidade de vida para quem aqui vive ou escolhe Vila de Rei como sua casa, mas também para os muitos turistas que nos visitam”.
Implementado desde 2005 pela Associação Bandeira Azul da Europa e inspirado nos princípios subjacentes à Agenda 21, o Programa ECOXXI procura reconhecer as boas práticas de sustentabilidade desenvolvidas ao nível do município, através da avaliação, por um conjunto de peritos que compõem a Comissão Nacional onde estão representadas 34 instituições que avaliam os resultados de 22 indicadores e 71 subindicadores de sustentabilidade local, que demonstram a implementação de boas práticas, políticas e ações em torno de alguns temas considerados chave: Promoção da Educação Ambiental; Programas FEE; Implementação do Programa Bandeira Azul; Participação, Cidadania e Governança; Informação disponível aos munícipes; Emprego; Cooperação com a Sociedade Civil; Certificação em Sistemas de Gestão de Qualidade; Áreas Classificadas; Conservação da Natureza; Gestão e Conservação da Floresta; Ordenamento do Território e Ambiente Urbano; Qualidade do Ar e Informação ao Público; Qualidade da Água para Consumo Humano; Qualidade dos Serviços de Águas; Produção e Recolha Seletiva de Resíduos Urbanos; Valorização do Papel da Eficiência Energética na Gestão Municipal; Mobilidade Sustentável; Qualidade do Ambiente Sonoro; Agricultura e Desenvolvimento Rural Sustentável e Turismo Sustentável. Este ano, pela primeira vez, incluiu ainda indicadores específicos no âmbito das Medidas de Sustentabilidade em Contexto de Pandemia.

Partilhar: