VILA DE REI: Município pede à população que não se descuide

No seguimento do levantamento progressivo e gradual das medidas de confinamento aprovado pelo Conselho de Ministros, a Comissão Municipal de Proteção Civil de Vila de Rei prepara já a aplicação destas novas ações a partir de 5 de abril, segunda-feira.

VILA DE REI: Município pede à população que não se descuide

Com a reabertura do 2º e 3º ciclos, dos ATL, em Vila de rei, os transportes escolares para estes alunos vão funcionar nos mesmos horários de antes.
Vão também poder reabrir todas as lojas até 200 m2, com porta virada para a rua. Os estabelecimentos de alimentação e bebidas vão poder funcionar em esplanadas, com um máximo de quatro pessoas por mesa.
A Comissão Municipal de Proteção Civil de Vila de Rei deliberou ainda que não se encontram reunidas as condições para o retomar das atividades de Feiras e Mercados não alimentares, revela a autarquia vilarregense em nota enviada à comunicação social.
O dia 5 de abril vai também marcar a reabertura do Museu da Geodesia. No dia 7 abrem os museus Municipal e do Fogo e da Resina. Às pessoas que visitarem estes espaços, o Município pede que sigam as regras recomendadas pela Direção-Geral de Saúde, como o uso obrigatório de máscaras e o devido distanciamento social. O número máximo de pessoas em simultâneo dentro dos Museus será de cinco.
Também o ginásio municipal vai abrir sendo limitado a cinco utilizadores em simultâneo, com todas as sessões de treino a serem obrigatoriamente agendadas por telefone, através do 274 898 501. A utilização dos balneários não é permitida.
A partir de segunda-feira, será também permitida a prática de modalidades desportivas de baixo risco (como ténis ou ténis de mesa). A atividade física ao ar livre passa a ser permitida até um grupo máximo de quatro pessoas.
O presidente da câmara, Ricardo Aires, apela a que “numa altura em que nos preparamos para desconfinar, não podemos descuidar os devidos cuidados com o distanciamento social, uso de máscara, higienização das mãos e etiqueta respiratória. O aliviar de medidas não pode significar um relaxamento nos comportamentos”, alerta, aproveitando para deixar uma palavra a todos os que pretendam visitar o concelho para que “cumpram todos os corretos comportamentos” para “todos juntos podermos ultrapassar esta difícil situação”, termina o autarca.

Partilhar: