VILA DE REI: Município prepara “Estratégia Local de habitação”

O objetivo é, de futura, uma candidatura ao Programa 1º Direito – Programa de Apoio ao Acesso à Habitação.

VILA DE REI: Município prepara “Estratégia Local de habitação”

O documento mostra um retrato atual do estado habitacional do concelho vilarregense, que orienta as políticas públicas de habitação e a atuação das entidades públicas e privadas. A ‘Estratégia Local de Habitação de Vila de Rei’ realiza assim um diagnóstico atualizado das situações de carência habitacional, quantitativa e qualitativa, do mercado de habitação; análise dos pontos fortes, fracos e oportunidades do panorama habitacional do Concelho; grau de prioridade das soluções habitacionais a implementar; estimativa financeira e enquadramento de potenciais fontes de financiamento; desenho de um plano de ação em função dos objetivos e recursos disponíveis.
De acordo com Ricardo Aires, presidente da autarquia local, “o Município procura estar um passo à frente na resolução de problemas habitacionais no concelho, com vista ao seu desenvolvimento social, de forma a conseguirmos ter um maior número de habitações prontas a receber mais pessoas e a fixar população. Com o aumento do número de empresas e a criação de postos de trabalho no nosso concelho, torna-se fulcral avançar com uma estratégia coordenada e estruturada para conseguirmos fornecer habitação digna aos nossos habitantes”.
Partindo do diagnóstico realizado, as prioridades de intervenção passam pela reabilitação de fogos passíveis de recuperação por parte dos proprietários, pela aquisição e reabilitação de edifícios degradados, promovendo o mercado de arrendamento do concelho, pela construção, por parte do Município, de habitações para futuro arrendamento e/ou venda, de assegurar a oferta de habitação a preços acessíveis, considerando os rendimentos médios e de mobilizar os proprietários de fogos vagos e devolutos para negociar a reabilitação e prática de rendas reduzidas.
De acordo com o estudo, a Estratégia Local de Habitação a ser implementada, no total de reabilitação de edifícios e de aquisição com reabilitação, apresenta um custo total de 4.780.758,00€, sendo, sobre esse valor, que o Município apresentará a respetiva candidatura ao Programa 1º Direito – Programa de Apoio ao Acesso à Habitação. Será depois realizado um trabalho conjunto entre o Município, proprietários e investidores para aplicação deste Programa.

Partilhar: