VILA DE REI: Vitalidade concelhia pode passar por produção de gases renováveis

Novas oportunidades de negócio em destaque na abertura de mais uma FEQM.

VILA DE REI: Vitalidade concelhia pode passar por produção de gases renováveis

A Feira de Enchidos, Queijo e Mel (FEQM) de Vila de Rei, certame que este ano assinala 31 anos de realizações, em 33 anos de existência (nos últimos dois não se realizou devido aos constrangimentos da pandemia da Covid-19), é uma montra de vitalidade do concelho e, como disse na abertura do evento, este sábado dia 30 de julho, Paulo Brito, presidente da Assembleia Municipal, este é um território de oportunidades.
E o futuro que, como todos apontam, passará pela produção de gases renováveis, o concelho de Vila de Rei está apostado em instalar naquele território uma biorrefinaria, disse o autarca:

Em resposta às questões das biorrefinarias, Ana Abrunhosa, Ministra da Coesão Territorial, que presidiu à cerimónia de inauguração desta feira, disse que esta é mais uma oportunidade que estes territórios têm de agarrar:

Ao fim de 33 anos, esta feira mantém a sua matriz, ou seja, a promoção dos produtos locais, das empresas do concelho, das potencialidades turísticas e culturais, lembrou Ricardo Aires, presidente da câmara, referindo que o relacionamento com o tecido empresarial tem vindo a dar frutos nos últimos tempos:

No total estão presentes neste certame mais de uma centena de expositores dos mais variados ramos de negócio que, durante esta semana, até dia 7 de agosto, estão em exposição no parque de feiras em Vila de Rei da 31ª Feira de Enchidos, Queijo e Mel.

Partilhar: