VILA VELHA DE RÓDÃO: Adega 23 vence prémio Empreendedor 50+

A segunda edição do prémio foi esta terça-feira, 23 de novembro.

VILA VELHA DE RÓDÃO: Adega 23 vence prémio Empreendedor 50+

A segunda edição do prémio Empreendedor 50+ da Região Centro foi esta terça-feira, 23 de novembro, entregue em Vila Velha de Ródão, a Manuela Carmona, proprietária da Adega 23. Como o próprio nome indica, a distinção visa premiar aqueles que, depois dos 50 anos, decidem fazer algo diferente nas suas vidas. Esta médica oftalmológica com carreira feita em Lisboa e com raízes no concelho, decidiu um dia fazer algo diferente criando uma marca de vinhos. O facto de não saber fazer vinho não a impediu de prosseguir e em 2015, pensando em escala, “plantámos 12 hectares de vinha”, disse Manuela Carmona à Rádio Condestável.
Neste processo de concretização, confessou que foi aprendendo, nomeadamente a ouvir quem realmente percebe do assunto. “Na altura eu já tinha uma ideia dos vinhos que queria fazer, porque eu também achava que era eu que ia escolher as castas, porque também andei a estudar o assunto. Quanto mais estudava mais ficava confusa. Nos tintos aproximei-me mais ou menos mas nos brancos, confesso, foi completamente ao lado”, partilhou.
A terminar deixou um conselho aos empreendedores, para não se ficarem pelo pensamento. “É preciso arriscar e não pensar demasiado porque quando pensamos demasiado antecipamos problemas que nunca existem”, vincou.
Presente nesta cerimónia esteve a ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa que realçou o facto de esta pandemia ter também trazido sinais de esperança para estes territórios, onde muitos estão a regressar e a fazer coisas novas. “Esta iniciativa da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) é um projeto que valoriza as pessoas que, a partir de uma determinada idade, decidem ter um outro percurso de vida profissional”, disse, dando o mote para que o próximo Quadro Comunitário de Apoio possa olhar para estes empreendedores. “Temos que estimular e dar visibilidade a este empreendedorismo 50 +, pois mais de 16% da população mundial tem idade superior a 55 anos, pelo que estas questões do empreendedorismo sénior ganham aqui especial relevo e têm vindo a ganhar uma importância muito expressiva, atingindo mais de 1.2 mil milhões de pessoas”.
De referir que o prémio associado à distinção do Empreendedor 50+ da Região Centro consiste na atribuição de dois vales no montante total de cinco mil euros. Este prémio é atribuído a instituições, com incidência na região Centro, que realizem atividades de natureza social e cultural e que Manuela Carmona escolheu ser a Santa Casa da Misericórdia de Vila Velha de Ródão. A outra instituição é indicada pela entidade parceira, a Direção Regional de Agricultura e Mar da Região Centro e que propôs o empresário distinguido, com um prémio de mil euros e que recaiu sobre a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Velha de Ródão.

Partilhar: